segunda-feira, 31 de maio de 2010

Perdoado!


Como é bom sentir-se perdoado. Perdoar é restaurar relacionamentos. É ter a alma curada, é dizer sim a vida.

Todos nós, em nossa vida, por muitas vezes, precisamos perdoar ou ser perdoados.

Mas, há um perdão, em especial, que todo ser humano necessita urgentemente acolher em seu coração. É um perdão muito importante para a nossa vida e que tem conseqüências eternas. Estamos falando do perdão de Deus.

A Palavra de Deus, a Bíblia, nos ensina que todo ser humano pecou, e, desta forma, ofendeu diretamente a Deus, seu Criador:

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.” Rom. 3.23

Embora seja rico em bondade e misericórdia, Deus também é santo, justo e verdadeiro. Por isso, Ele não se relaciona com pessoas que vivem desobedecendo os seus sagrados mandamentos.

Essa desobediência – que afeta a todo ser humano – nos separou de Deus, rompendo o nosso precioso relacionamento com Ele.

“Eis que mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar, nem surdo o seu ouvido , para que não possa ouvir; mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus, e os vossos pecaram esconderam o seu rosto de vós, de modo que não vos ouça.” Isaías 59.1,2

Pior ainda: essa condição de pecador trouxe sobre todos nós, em primeiro lugar a morte espiritual e, depois a morte física.

“O que pecar contra mim fará mal à sua própria alma.” Provérbios 8.36

“A alma que pecar, essa morrerá.” Ezequiel 18.20

“... o pecado, sendo consumado, gera a morte.” Tiago 1.15

Nenhuma obra de caridade que venhamos a fazer tem o poder de apagar os nossos pecados. Não há nada, nada que possamos fazer para nos purificar a nós mesmos diante de Deus.

“Quem pode dizer: purifiquei o meu coração, limpo estou de meu pecado?” Provérbios 20.9

A única forma de sermos purificados do nosso pecado é receber o perdão gratuito de Deus. Ele, que é cheio de graça e misericórdia, pode apagar os nosso pecados, purificar a nossa alma e restaurar a nossa vida.

“Bem aventurado aquela cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto.” Salmos 32.1

O caminho para a restauração através do perdão divino é simples, mas exige sinceridade e compromisso de vida. Ele começa com arrependimento profundo do nosso coração:

“... Deus, não levando em conta os tempos da nossa ignorância, manda agora que todos os homens em todo lugar se arrependam.” Atos 17:30

“...eu vos digo... se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis.” Lucas 13.3

A seguir: é necessário que façamos dois tipos diferente s de confissão: A primeira delas é a confissão dos pecados diante de Deus:

“Confessei o meu pecado, e a minha iniqüidade não encobri. Disse eu: confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a culpa do meu pecado.” Salmos 32.5

A segunda confissão é aquela em que aceitamos em nosso coração, pela fé, a obra que Deus realizou em nosso favor, ao enviar Seu único Filho, Jesus Cristo, para morrer em nosso lugar naquela cruz.

“Se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor; e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” Romanos 10.9

“Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós.” Romanos 5.8

Esse é o verdadeiro perdão que você precisa para recomeçar sua vida, para deixar para trás as coisas do passado e experimentar uma vida transformada diante de Deus e dos homens.

Receba, pela fé, o perdão de Deus através da obra que Cristo realizou na cruz. Sinta-se PERDOADO!

WWW.INTERLINK.ORG.BR

Frutificar


Leia o evangelho de João, capitulo 15

Israel era a vinha do Senhor. Deus a plantou. Deus a cercou de cuidados, mas Israel produziu uvas bravas. Então, agora, Jesus diz: “Eu sou a Videira verdadeira e meu Pai é o agricultor. Eu sou a videira e vós os ramos.” O Viticultor é o que planta a vinha, ele é o dono da vinha, ele é o que cuida da vinha para que ela produza grande quantidade e com excelente qualidade.

Os ramos só têm duas finalidades: eles só servem para produzir fruto ou para serem queimados. Deus, como viticultor espera frutos de nós. Nesta parábola Jesus falou de quatro tipos de ramos:

Cesta 1 – NENHUM FRUTO

Cesta 2 – FRUTO

Cesta 3 – MAIS FRUTO

Cesta 4 – MUITO FRUTO

Qual é a importância de se produzir frutos? Jesus diz: “Eu vos escolhi a vós outros, e vos designei para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça” (Jo 15:16). Estamos aqui para cumprirmos os sonhos de Deus e trazermos glória para o seu nome através de uma vida frutífera.

Qual é o nível de produção de frutos dos cristãos de hoje?

I. NENHUM FRUTO – SE SUA VIDA NÃO PRODUZ FRUTOS DE FORMA CONSTANTE, DEUS INTERVÉM PARA DISCIPLINAR VOCÊ – V. 2

Alguns cristãos passam anos da vida sem produzir frutos sazonados e doces que glorificam a Deus. Milhões de cristãos sinceros estão presos em uma rede invisível. Sofrem dor. Sentem-se fracassados. A vida mostra pouco ou nenhum significado eterno, e não sabem por quê. Você se sente assim? Este é o crente retratado pelo galho estéril e a cesta vazia.

Muitos estudiosos da Bíblia interpretam o v. 2 como se um crente não produz fruto ele não pode ser um cristão verdadeiro, ou seja, sua ligação com Cristo é apenas aparente. Esses pensam que estas pessoas estão ligadas a Cristo apenas por um ritual ou membresia de uma igreja, sem jamais ter nascido de novo. São pessoas que não têm a graça de Deus no coração. A união deles com Cristo é nominal e não real. Eles têm o nome de que vivem, mas estão mortos. Onde não há fruto, não há vida.

Outros interpretam que “cortar” significa que se você não der fruto, você pode perder a salvação. Mas, o ponto central do verso 2 é “estando em mim”. É impossível estar em Cristo sem ser cristão. É impossível estar em Cristo e perder a salvação.

Uma tradução mais clara da palavra grega airo não seria cortar, mas tomar ou levantar (Mt 14:20; Mt 27:32; Jo 1:29). Tanto na literatura grega como na Bíblia airo não significa cortar, mas levantar. “Levantar” sugere uma imagem de um agricultor se abaixando para erguer um galho. Os galhos novos têm a tendência de ir para baixo e crescer perto do chão. Mas eles não produzem fruto ali. Quando os galhos crescem junto ao chão, as folhas ficam cobertas de poeira. Quando chove, ficam cheias de lama e mofam. O galho, então, adoece e fica inútil.

E o que se pode fazer? Cortar e jogar fora o ramo? De jeito nenhum! O ramo é valioso para ser cortado. Ele precisa ser lavado e levantado e amarrado de volta aos outros ramos e logo começará a frutificar. Quando os galhos caem na terra, Deus não os joga fora nem os abandona. Ele levanta os galhos, os limpa e os ajuda novamente a vicejar. Para o cristão, o pecado é como a sujeira que cobre as folhas da parreira. O ar e a luz não conseguem penetrar. O galho fica inerte e o fruto não se desenvolve. Como o nosso Viticultor nos levanta da lama e da tristeza? Como ele faz um galho estéril produzir fruto? Como podemos começar a encher a cesta vazia?

O PROPÓSITO DA DISCIPLINA NA VIDA DO CRENTE

O propósito da disciplina é limpá-lo e levantá-lo para que você viva uma vida frutífera para a glória de Deus. A disciplina é um ato doloroso, mas um ato de amor. A disciplina não é agradável nem para o filho, nem para o Pai, mas a disciplina é a demonstração de um amor responsável. A disciplina é o método de Deus para tirar você de esterilidade.

Hebreus 12:5-6 mostra que Deus toma a iniciativa de corrigir os filhos que se desviam assim como o Viticultor toma as medidas necessárias para corrgir um galho desviado.

Hebreus 12:11 mostra que o projeto de Deus na disciplina não é provocar dor, mas produzir fruto. A disciplina não tem que ser contínua, tão logo o galho deixa de se arrastar pelo chão, tão logo o crente se arrepende, a disciplina cessa. Deus não espera que você procure a disciplina. Ele quer que você saia dela.

Hebreus 12:8 sem disciplina não somos filhos, mas bastardos. Deus sempre disciplina aqueles que não produzem fruto. É aí que você troca a cesta vazia por cachos suculentos de uva.

GRAUS DA INTERVENÇÃO DISCIPLINAR DE DEUS NA VIDA DO CRENTE

1.Repreensão – v. 5 – “Filho meu, não menosprezes a correção que vem do Senhor” – Uma repreensão é uma advertência verbal. Temos ouvido a repreensão de Deus através da leitura da Bíblia, através dos cultos e das mensagems que temos ouvido, e do convencimento do Espírito.

2.Reprovação – v. 5 – “Nem desmaieis quando por ele és reprovado” – A reprovação é um ato mais severo na disciplina. É grande um pai manda um filho sair da mesa por não ter atendido a repreensão verbal.

3.Açoite – v. 6 – “E açoita a todo filho a quem recebe” – C. S. Lewis disse que Deus sussurra por meio do prazer, mas grita por intermédio da dor. 1 Co 11:30 mostra o açoite de Deus sobre a igreja de Corinto. Deus está pronto até mesmo a açoitar os seus filhos para não vê-los perecer.

II. FRUTO E MAIS FRUTO – SE SUA VIDA ESTÁ PRODUZINDO ALGUM FRUTO, DEUS INTERVÉM PARA PODAR VOCÊ

Depois que Jesus contou aos discípulos como o Viticultor cuida do ramo estéril, ele pegou um ramo que demonstrava crescimento desordenado, mas produzia apenas alguns cachos de uvas (João 15:2).

O Viticultor sabe que para conseguir mais frutos da vide é preciso ir contra a tendência natural da planta. Por causa da tendência da uva em crescer vigorosamente, muitos galhos têm de ser cortados a cada ano. As parreiras podem ficar tão densas que a luz solar não alcança a área em que o fruto deve formar-se.

Deixada livre, a parreira sempre favorecerá mais cresciemento de folhagem do que de uvas. É por essa razão que o viticultor corta os brotos desnecessários, independentemente de quanto pareçam vigorosos, pois o único propósito da vinha são as uvas.

Um viticultor usa 4 expedientes na poda: 1. Remove os brotos mortos e prestes a morrer; 2. Garante que o sol chegue aos galhos cheios de frutos; 3. Corta a folhagem luxuriante que impede a produção de frutos; 4. Corta os brotos desnecessários, independente do quanto pareçam viçosos. Deus como Viticultor segue o mesmo processo em nossa vida: Ele corta partes da nossa vida que roubam a nossa vitalidade e nos impede de frutificar. O Viticultor procura tanto a quantidade quanto a qualidade.

A PODA É O MEIO QUE DEUS USA EM NOSSA VIDA PARA FRUTIFICARMOS MAIS

A disciplina tem a ver com o pecado e a poda tem a ver com a nossa vida. A disciplina é para nos corrigir e nos trazer de volta para o caminho; a poda é para sermos mais produtivos. Deus nos disciplia quando estamos fazendo algo errado; Deus nos poda quando estamos fazendo algo certo. Deus nos disciplina para darmos fruto; ele nos poda para darmos mais frutos. Na disciplina o que precisa ser retirado é o pecado; na poda o que precisa ser retirado é o eu. A disciplina termina quando nos arrependemos do pecado; a poda só termina quando Deus concluir sua obra em nós na glorificação.

Os cristãos mais frutíferos são aqueles que mais tem sido podados pela tesoura de Deus. Os viticultores podam as vinhas com maior frequência com o passar dos anos. Sem a poda a planta enfraquece, a colheita diminui.

Tiago 1:2-3 fala sobre a poda de Deus em nossa vida. As provações: 1) São compatíveis; 2) São variadas; 3) São passageiras; 4) São pedagógicas. O propósito de Deus em podá-lo é esculpir em você a imagem de Jesus.

Deus jamais aplicaria a poda se um método mais suave desse o mesmo resultado. Nem toda experiência dolorosa resulta de poda. A dor da poda vem agora, mas o fruto virá depois.

Ilustração: A casa do ferreiro: há três tipos de ferramentas: 1) A sucata; 2) A que está na bigorna; 3) A que está afiada e pronta para ser usada.

III. MUITO FRUTO – SE SUA VIDA ESTIVER PRODUZINDO MUITO FRUTO, DEUS O CONVIDARÁ PARA PERMANECER MAIS PROFUNDAMENTE NELE

O segredo para a última cesta, a cesta transbordante de uvas é a permanência em Cristo. Nesses seis versos, a palavra aparece dez vezes. Este é o pensamento central de Jesus. O segredo para uma vida transbordante não é fazer mais por Jesus, mas estar mais com Jesus. O desafio da permanência é passar dos deveres para um relacionamento vivo com Deus.

Nos comentários finais de Jesus na vinha, ele desviou totalmente a atenção de seus discípulos da atividade, para o relacionamento com ele. Depois da disciplina para remover o pecado. Depois da poda para mudar as prioridades. Agora Jesus diz que o segredo da vida abundante é permanecer nele.

Jesus é a videira. Jesus é o tronco onde o galho precisa buscar sua seiva para frutificar. Quanto maior a conexão do ramo com o tronco, maior é a capacidade desse ramo produzir. A vida, a força, o vigor, a beleza e a fertilidade do ramo está na sua permanência no tronco. Em nós mesmos não temos vida, nem força, nem poder espiritual. Tudo o que somos, sentimos e fazemos vêm de Cristo. Ele é a fonte. Jesus disse: “Sem mim, nada podeis fazer”, ao mesmo tempo o apóstolo Paulo disse: “Tudo posso em Jesus, aquele que me fortalece”.

O propósito de Deus não é que você faça mais por ele, mas que você escolha estar mais com ele. Permanecer significa ligar-se intimamente. Como podemos ter mais intimidade com Jesus: 1) Levantar mais cedo para meditar na Palavra e orar – pastor da Koréia: “No mundo inteiro as pessoas levantam cedo para ganhar dinheiro…”. Todas as pessoas na história que tiveram intimidade com Deus levantavam cedo para buscar a face de Deus. 2) Consagrar o seu domingo para Deus para oração e devoção (não TV).

1.Permanecer em Cristo é um imperativo e não uma opção – Deus está mais interessado em nossa vida do que no nosso trabalho. Deus está mais interessado em relacionamento do que em atividade. Ele quer você mais do que suas obras. Permanecer não é o quanto você conheça teologia, mas o quanto você tem sede de Deus. Ao permanecer você busca, anseia, tem sede de, aguarda, ama, ouve, e responde a Jesus. Permanecer significa mais de Jesus em sua vida, mais dele em suas atividades, seus pensamentos e desejos.

2.Permanecer em Cristo é vital para a salvação – Se um ramo não permanece na vidadeira, esse ramo não tem vida, ele é lançado fora, ele é jogado na fornalha e se queima – “Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora à semelhança do ramo, e secará; e o apanham, lançam no fogo e o queimam” (v. 6).

3.Permanecer em Cristo é vital para produzir fruto – Jesus disse “Não pode o ramo produzir fruto de si mesmo… porque sem mim nada podeis fazer” (v. 4,5). Fora da videira o ramo é estéril, é inútil. Contudo, quando o ramo está ligado à videira, sendo podado na hora certo, ele produz muito fruto.

4.Permanecer em Cristo é a evidência de que somos discípulos de Cristo – v. 8 – “Nisso é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto; e assim vos tornareis meus discípulos” (v. 8). Uma vida frutífera é a melhor evidência para os nossos próprios corações de que nós somos realmente discípulos de Cristo. Jesus disse que se conhece a árvore pelo fruto. Uma árvore boa precisa produzir bons frutos.

5.Permanecer em Cristo é vital para você experiementar o fluir do amor de Deus – “Como o Pai me amou, também eu vos amei; permanecei no meu amor” (v. 9). Quando temos intimdade com Deus sentimos o quanto somos amados e então teremos pressa para estar novamente na sua presença. Jesus deseja compartilhar a sua vida conosco.

6.Permanecer em Cristo leva consigo a promessa da oração respondida – “Se permanecermos em mim e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito” (v. 7-8).

7.Permanecer em Cristo é impossível sem obediência a ele – “Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor” (v. 10). A desobediência sempre cria uma quebra no relacionamento com Deus. Você pode sentir emoção num culto no domingo, mas se continuar a ter um estilo de vida pecaminoso durante a semana, jamais terá sucesso na permanência. Aquele que diz que ama a Cristo e não o obedece está enganando-se a si mesmo.

8.Permanecer em Cristo é o caminho para a alegria – “Tenho vos dito estas cousas para que o meu gozo esteja em vós, e o vosso gozo seja completo” (v. 11). Quando permanecemos em Cristo, produzimos muito fruto. O Pai é glorificado. E uma alegria indizível e cheia de glória enche o nosso coração.

CONCLUSÃO

Certa feita Jesus estava indo para Jerusalém e teve fome. Ele olhou para uma figueira e viu muitas folhas. Ele foi procurar fruto e não achou. Aquela figueira anunciava fruto, mas não tinha fruto. Então, Jesus fê-la secar. Ela nunca mais produziu fruto. Fruto é o que o Senhor espera de nós e não folhas. Ele não se contenta com aparência, mas ele quer fruto.

Por qual dessas cestas a sua vida está representada? Você é um ramo que está sujo de poeira e de lama, sem luz, sem força, sem fruto? Você é um ramo que está produzindo algum fruto, mais fruto ou muito fruto?

Não se desespere se Deus está trabalhando em sua vida: disciplinando você ou podando você. O Pai quer encontrar em você, muitas uvas suculentas e doces. A coisa mais importante é você estar vivendo na intimidade de Cristo. Estar com Cristo é mais importante do que trabalhar para Cristo. Maria escolheu a melhor parte. Ele se posicionou ao pés de Jesus. Por isso ela frutificou!

Pastor Hernandes Dias Lopes

sexta-feira, 28 de maio de 2010

CAMPANHA: 12 DIAS DE JEJUM


“Por isso jejuamos e suplicamos essa bênção ao nosso Deus, e Ele nos atendeu.” Esdras 8.23

Deus tem colocado no coração desta Igreja a necessidade de um relacionamento de intimidade maior com Ele. O jejum é uma maneira de alcançarmos essa graça. Temos orado e buscado os milagres de Deus em nossa vida. Deus nos tem dito que a resposta virá por meio de uma maior comunhão com Ele. O jejum é uma das maneiras pelas quais nos aproximamos mais de Deus podendo desfrutar os benefícios desta santa comunhão.

Jejum não é uma prática do povo de Deus que apenas deveria ser vivido no Antigo Testamento, Jesus mesmo no sermão do monte, fala e ensina a respeito do jejum. Jejum é uma disciplina espiritual que acontece por meio da redução ou eliminação de algo (geralmente alimento) por um período de tempo e com um propósito específico.

Por exemplo: uma pessoa está sem emprego e faz um jejum de alimento, durante os doze dias, das 18 horas da tarde até as 6 horas da manhã di dia seguinte, colocando diante de Deus o propósito de alcançar um emprego. Durante esses doze dias,vai orar e apresentar-se diante de Deus pedindo essa graça.”

O Jejum pode acontecer a qualquer tempo e por vários motivos: Enfrentando uma crise, pedindo a Deus livramento, buscando proteção divina, por arrependimento e renovação de vida, pedindo direção, submetendo-se a Deus em oração, pedindo uma bênção, uma cura, a conversão de uma pessoa, em adoração... enfim.

O Jejum nos chama atenção para um tempo maior de oração. O jejum demonstra a profundidade do seu desejo quando está orando por algo. O jejum libera o poder sobrenatural de Deus porque nos molda na vontade divina.

Convido a Igreja, de 31/05 a 11 de junho, para um tempo de jejum em favor da Igreja e de um propósito que tenha em seu coração!

Com meu Carinho e Bênção!

Pastor Mauricio Baniski

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Honrar pai e mãe!


Pais bonzinhos são tão danosos quanto pais indiferentes: o amor não se compra com presentes, nem permitindo tudo, nem fingindo não saber ou não querendo saber, muito menos desviando o olhar quando ele devia estar vigilante."

Se as relações familiares não fossem intrinsecamente complicadas, não existiria o mandamento "Honrarás pai e mãe”. Comentário de grande sabedoria. Assunto inesgotável. Como educar, como cuidar neste mundo maravilhoso e tresloucado, com tanta sedução e tanta informação – um mundo no qual, sobretudo na juventude, nem sempre há o necessário discernimento para escolher bem?

Saber distinguir o melhor do pior, ser capaz de observar e argumentar, são o melhor legado que família e escola podem dar. Na família, fica abaixo só do afeto e da segurança emocional. Na escola, importa mais do que o acúmulo de informações e o espaço das brincadeiras, num sistema que aprendeu erroneamente que se deve ensinar como se o aluno não tivesse de aprender. Fora disso, meus caros, não há salvação. Isso e professores supervalorizados e bem pagos, escola para todos — não mais milhões de crianças e jovens em casas cujo pátio é barro misturado a esgoto, ou na rua, com o crack e a prostituição. Um ensino que dê muito e exija bastante: ou caímos na farra e no despreparo para a vida, que inclui graves decisões pessoais e um mercado de trabalho cruel.

Bem antes da escola vem o fundamental, o ambiente em casa, que marca o indivíduo pelo resto de sua jornada. Se esse ambiente for positivo, amoroso, a criança acreditará que amor e harmonia são possíveis, que ela pode ter e construir isso, e fará nesse sentido suas futuras escolhas pessoais. Se o clima for de ressentimento, frieza, mágoas ocultas e desejos negativos, o chão por onde o indivíduo vai caminhar será esburacado. Mais irá tropeçar, mais irá quebrar a cara e escolher para si mesmo o pior.

Dificuldades familiares não têm a ver só com o natural conflito de gerações, mas também com a atitude geral dos pais. Eles têm entre si uma relação de lealdade, carinho, alegria? São realmente interessados, tentam assumir suas responsabilidades grandes e difíceis? Foi-se o patriarcado, em que havia regras rígidas. Eu não quereria estar na pele dos infratores de então, os filhos que ousavam discordar. Em lugar da anterior rigidez e distância, estabeleceu-se a alegre bagunça, com mais demonstrações de afeto, mais liberdade, mais respeito pelas individualidades — muitas vezes com resultados dramáticos. Lembro a frase que já escrevi nesta coluna, do psicólogo que me revelou: "A maior parte dos jovens perturbados que atendo não tem em casa pai e mãe, tem um gatão e uma gatinha". Talvez tenham uma mãe que não troca cabeleireiro e academia por horas de afeto com os filhos, ou um pai que corre atrás do dinheiro necessário para manter a família acima de suas possibilidades, por ilusão sua ou desejo de status de uma mulher frívola.

Crianças de 11 anos freqüentam festinhas em que rola o inenarrável: onde estão pai e mãe? Adolescentezinhos rodam de madrugada pelas ruas, dirigindo bêbados ou drogados: onde estão pai e mãe? Quase crianças passam fins de semana em casas de serra e praia reais ou fictícios, com adultos irresponsáveis ou só entre outras crianças, transando precocemente, drogando-se, engravidando, semeando infelicidade, culpa, desorientação pela vida afora. Onde estão os pais?

Ter filho é talvez a maior fonte de alegria, mas também é ser responsável, ah sim! Nisso sou rigorosa e pouco simpática, eu sei. Esse é o dilema fundamental numa sociedade que prega a liberalidade, o “divirta-se”, o “cada um na sua”, como num pré-apocalipse. Mais grave ainda num momento em que a honradez de figuras públicas (que deveriam ser nossos guias e modelos) é quase uma extravagância. Pais bonzinhos são tão danosos quanto pais indiferentes: o amor não se compra com presentes, nem permitindo tudo, nem fingindo não saber ou não querendo saber, muito menos desviando o olhar quando ele devia estar vigilante. Quem ama cuida: velho princípio inegável, incontornável e imortal, tantas vezes violado.

Lya Luft é escritora.

Artigo Publicado na Revista Veja, edição de 11 junho de 2008.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Frases inspiradas


"Quem ama a Deus não ama o mundo"

"Quem encontra Jesus volta por outro caminho"

"Perto de Jesus, alguma coisa sempre acontece"

“A verdade aponta-nos o libertador, o filho de Deus”

“A glória de amanhã é maior do que as aflições de hoje”

“O homem que procura Jesus, descobre que Jesus Também está a sua procura”.

“Seja o que for que controle sua vida, isso se torna seu Deus”

“A cada homem é preciso nascer de novo”.

“A dádiva de Deus não consistes nas coisas materiais, mas nas espirituais”.

“Se estamos atrasados em nossas horas com o Senhor, temos de marcar encontros com ele.”

“Os cristãos são santos porque alcançaram misericórdia mediante Jesus”.

“Deus lhe dá liberdade para fazer tudo, exceto o que desobedece a Ele”.

“Você não precisa de coisas para usufruir a vida. Você precisa de vida para usufruir as coisas”.

“Não confie em sua auto-suficiência em vez de confiar no Senhor”.

“Podemos escolher nossos caminhos, mas não podemos escolher os resultados”.

“Nenhum homem pode subir acima dos limites de sua própria fé”.

“Deus já existia antes que qualquer coisa fosse criada”.

“Quem não sabe para onde quer ir, não chega a lugar nenhum”.

“É importante Ter sonhos, mas é preciso Ter disposição para enfrentar as turbulências”.

“Pare de tentar ser alguém porque você já é alguém”.

“Deus considera loucura, qualquer sabedoria que não cumpre o seu propósito”.

“O pecado freia o nosso potencial. Atrapalha o plano de Deus para cada um de nós”.

Barbeiros não existem


Um homem foi ao barbeiro, e enquanto tinha seus cabelos cortados conversava com ele. Falava da vida e de Deus.
O barbeiro incrédulo, não agüentou e falou:
— Deixa disso, meu caro, Deus não existe!
— Por quê? perguntou o cliente.
— Ora, se Deus existisse não haveria tantos miseráveis, passando fome! Olhe em volta e veja quanta tristeza. É só andar pelas ruas e enxergar!
— Bem, esta é a sua maneira de pensar, não é?
— Sim, claro!
O freguês pagou o corte e foi saindo, quando avistou um maltrapilho imundo, com longos e feios cabelos, barba desgrenhada, suja, abaixo do pescoço.
Não agüentou, deu meia volta e interpelou o barbeiro:
— Sabe de uma coisa? Não acredito em barbeiros! Barbeiros não existem!
— Como?
— Sim, se existissem barbeiros, não haveria pessoas de cabelos e barbas compridas e maltratadas!
— Ora, eles estão assim porque querem. Se desejassem mudar, viriam até mim.
— Então, agora você entende...
(Autor desconhecido)

(foto do pastor ministrando sobre educação de filhos na Escola Aquarela, Jardim Ana Rosa)

sábado, 22 de maio de 2010

Amor


"Ora, o Deus da paciência e da consolação vos conceda o mesmo sentir de uns para com os outros, segundo Cristo Jesus, para que concordemente e a uma voz glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo." Romanos 15:5-6

A vontade de Deus para todos nós é que experimentemos a graça de vivermos o amor de Deus entre nós. Entre nós não há diferença alguma. Deus nos vê com o mesmo amor. A única diferença que pode existir é a maneira como cada um de nós responde ao amor de Deus, mas isso cabe a liberdade que cada um recebeu. Devemos nos amar sempre, respeitando cada um o tempo e a maneira de entender a palavra de seu próximo. Ao meu entender, só existe uma maneira da Igreja caminhar que agrada ao Senhor e, esta é pelo AMOR. O amor é o alimento da vida cristã e o remédio para o mundo desorientado em que vivemos. É no amor que a paz faz a sua morada.

Vamos viver o amor em nosso lar (nos relacionentos), na Igreja, em nosso trabalho, na escola, com amigos e onde estivermos. O amor fala todas as línguas, quebra as barreiras, abre portas, nos aperfeiçoa, lança fora o medo.

Boa continuidade de Semana pra você

Com meu carinho e bênção.

Mauricio Baniski

sexta-feira, 21 de maio de 2010

"TEMPERAMENTO"


Certa vez, um aluno da Escola Bíblica Dominical disse ao professor:

- Tenho um temperamento terrível! Mas, até certo ponto, devo ser desculpado porque o herdei de meu pai.

O professor então perguntou:

- Você é nascido de novo?

- Sim! Estou certo que sou.

- É nascido de Deus? Deus é seu pai?

- Sim, é meu pai.

- E que qualidade de temperamento você herdou quando nasceu de novo?

Deus, joga meus problemas no mar!


Havia um irmão que vivia dizendo: - Senhor, joga meus problemas no mar, joga meus problemas no mar...
Um dia Deus respondeu-lhe, dizendo: - Está bem, então pode colocar o calção. Ele era todinho um problema.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Plantando para o futuro


Um moço encontrou um homem já de bastante idade plantando um pé de nogueira num campo, na Suíça, e, ficando surpresso disse-lhe: - O senhor não sabe que este pé só dará fruto daqui a sessenta ou setenta anos? - Sei foi a resposta - mas estou colhendo o fruto de muitas árvores que homens de bom-senso plantaram a setenta ou mais para mim.

Os males da bebida Alcoólica


Quatro jovens morreram num acidente automobilístico causado pela bebida alcoólica.
O pai de uma das vítimas, ao receber a notícia da morte da filha, chocado pela dor, exclamou: - Vou matar o dono do bar que vendeu a bebida. Indo, porém, ao seu próprio armário onde guardava bebidas, encontrou um bilhete escrito pela filha, que dizia: "Papai, levamos um pouco de sua bebida.Estamos certos de que o senhor não se importará".

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Resiliência


Resiliência reduz riscos de doenças e melhora a qualidade de vida

O estresse profissional é uma realidade observada hoje nas mais diferentes áreas e setores do mercado de trabalho e, diferentemente do que muitos imaginam, não está restrito aos profissionais que exercem altos cargos em grandes empresas.

O problema está presente nos mais distintos níveis hierárquicos, em empresas de todos os portes e se intensifica à medida que aumentam as responsabilidades, cobranças, pressão laboral, competitividade, estafante jornada de trabalho, entre outras características muito típicas do mundo globalizado.

Diante disso, como manter a qualidade de vida e o equilíbrio emocional?

A resposta é simples: treinando a capacidade de cada indivíduo de desenvolver a resiliência. O termo vem da física e significa a capacidade humana de superar tudo, tirando proveito dos sofrimentos, inerentes às dificuldades. O profissional resiliente é aquele que recupera-se e molda-se a cada "deformação" (obstáculo) situacional.

O equilíbrio humano é semelhante à estrutura de um prédio, se a pressão for superior à resistência, aparecerão rachaduras (doenças e lesões, por exemplo). Dentre as mais diferentes doenças psicossomáticas que se manifestam no indivíduo que não possui resiliência, estão não apenas o estresse, mas doenças graves como a gastrite até a síndrome do pânico, incluindo ainda problemas como vaginites, doenças intestinais, hipertensão arterial, entre outros males.

Durante o ciclo de vida normal, é necessário o indivíduo desenvolver a resiliência para conseguir ultrapassar as passagens com "ganhos", nas diferentes fases: infância, adolescência, juventude, fase adulta e velhice, incluindo mudanças como de solteiro para casado.

O indivíduo que possui resiliência desenvolve a capacidade de recuperar-se e moldar-se novamente a cada obstáculo, a cada desafio. Se transportarmos o raciocínio para o dia-a-dia, poderemos observar que, quanto mais resiliente for o indivíduo, haverá menos doenças e perdas e mais desenvolvimento pessoal será alcançado.

Um indivíduo submetido a situações de estresse e que sabe vencer sem lesões severas (rachaduras) é um resiliente. Já o profissional que não possui resiliência é o chamado "homem de vidro", que se "quebra" ao ser submetido às pressões e situações estressantes. A idéia de resiliência pode ser comparada às modificações da forma de uma bexiga parcialmente inflada, se comprimida, adquirindo as formas mais diversas e retornando ao estado inicial, após pressões exercidas sobre a mesma.

A resiliência consiste em equilíbrio entre a tensão e a habilidade de lutar, além do aprendizado obtido com obstáculos (sofrimentos). Traduzindo em outras palavras, é atingir outro nível de consciência. Toda empresa deve se preocupar com a resiliência de seus profissionais, pois o indivíduo que não possui ou não desenvolve a resiliência, pode sofrer severas conseqüências, que vão da queda de produtividade ao desenvolvimento das mais diferentes doenças psicossomáticas.

Dicas para aumentar a capacidade de resiliência:

• Mentalizar seu projeto de vida, mesmo que não possa ser colocado em prática imediatamente. Sonhar com seu projeto é confortante e reduz a ansiedade

• Aprender e adotar métodos práticos de relaxamento e meditação

• Praticar esporte para aumentar o ânimo e a disposição. Os exercícios aumentam endorfinas e testosterona que, conseqüentemente, proporcionam sensação de bem-estar

• Procurar manter o lar em harmonia, pois este é o "ponto de apoio para recuperar-se"

• Aproveitar parte do tempo para ampliar os conhecimentos, pois isso aumenta a autoconfiança

• Transformar-se em um otimista incurável, visualizando sempre um futuro bom

• Assumir riscos (ter coragem)

• Tornar-se um "sobrevivente" repleto de recursos no mercado profissional

• Apurar o senso de humor (desarmar os pessimistas)

• Separar bem quem você é e o que faz

• Usar a criatividade para quebrar a rotina

• Examinar e reflitir sobre a sua relação com o dinheiro

• Permitir-se sentir dor, recuar e, às vezes, enfraquecer, para em seguida retornar ao estado original

Dr. Alberto D'Auria é ginecologista e superintentende de Saúde Ocupacional do Hospital e Maternidade São Luiz

http://carreiras.empregos.com.br/carreira/administracao/qualidade_de_vida/030203-resiliencia_alberto_dauria.shtm

terça-feira, 18 de maio de 2010

Deus nos sustenta todos os dias


Seria infeliz se apoiasse minha vida em minha própria força, ou na força das pessoas que estão a minha volta, ou na força das coisas que possuo ou, ainda, na força das circunstâncias. Por mais perfeito e inabalável que tudo pareça estar, não posso colocar a minha segurança nisso. Houveram muitos reis e reinos, empresas e lideranças que cometeram o grande erro de colocar a sua fé naquilo que eram, que faziam, ou naquilo que possuíam, a verdade é que todos caíram. No salmo 121, o salmista retrata bem, sua necessidade de livramento e a incapacidade de todas estas o ajudarem nas circunstâncias que estava vivendo. Olhando para os impedimentos que estão diante de si, ele faz uma pergunta: "De onde me virá o socorro?" em seguida, ele mesmo responde: "o meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra." Tem vezes que é assim mesmo. Tudo é insuficiente para nos ajudar. É nessas horas que descobrimos a importância de permitirmos a direção de Deus em nossa vida. Andar com Deus é ter sempre a possibilidade de dar os passos necessários, mesmo que por caminhos impossíveis.

Quem tem Deus ao seu lado e segue a sua Palavra, tem sempre o que precisa.

Boa continuidade de Semana.

Com meu carinho e minha bênção.

Pastor Mauricio Baniski

(Foto: Pastor Mauricio e Padre José, dia 18/05, na celebração da Campanha da Fraternidade - Igreja em Londrina)

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Insubstituível...


Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores.

Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça: " Ninguém é insubstituível.

A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio.

Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça.

Ninguém ousa falar nada.

De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido:

- Alguma pergunta?

- Tenho sim.

-E Beethoven ?

- Como? - o encara o diretor confuso.

- O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?

Silêncio.....

O funcionário fala então:

- Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso.

Afinal, as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar.

Quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman? Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso? Zico? etc...

Todos esses talentos marcaram a história fazendo o que gostam e o que sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar. E, portanto, são sim insubstituíveis.

Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa.

Está na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe focando no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar seus 'erros/ deficiências' .

Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo , se Picasso era instável , Caymmi preguiçoso , Kennedy egocêntrico, Elvis paranóico ...

O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos.

Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.

Se seu gerente/coordenador , ainda está focado em 'melhorar as fraquezas' de sua equipe corre o risco de ser aquele tipo de líder/ técnico, que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo. E na gestão dele o mundo teria perdido todos esses talentos.

Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso natural, os rios seriam retos não haveria montanha, nem lagoas nem cavernas, nem homens nem mulheres, nem sexo, nem chefes nem subordinados . . . apenas peças.

Nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões 'foi pra outras moradas'. Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou mais ou menos assim: "Estamos todos muito tristes com a 'partida' de nosso irmão Zacarias... e hoje, para substituí-lo, chamamos:... . Ninguém ... pois nosso Zaca é insubstituível"

Portanto nunca esqueça: Você é um talento único... com toda certeza ninguém te substituirá!

"Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo..., mas posso fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso."

"No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é..., e outras..., que vão te odiar pelo mesmo motivo..., acostume-se a isso..., com muita paz de espírito. ..".

É bom para refletir e se valorizar!

Um bom dia..... insubstituível!!!!!

(Recebi no meu email, gostei muito, por isso postei)

Perguntas a Deus


Toda família tem sua perguntas particulares a Deus. Por que não temos filhos ou por que nossos filhos são tão problemáticos? Ou, por que nosso filho não casou ainda?

Por que fizemos tudo certo e nossa família vive uma tragédia como a que estamos vivendo? Se fui fiel, por que meu cônjuge me traiu?

Não é tão fácil encontrar respostas para as perguntas acima. Elas ficam ainda mais difíceis de serem encontradas quando imaginamos que Deus se relaciona conosco à base nossos méritos. Se pensarmos assim, podemos cair em dois erros que são a culpa ou a descrença.

Por outro lado, quando não entendemos Deus precisamos simplesmente correr para Ele e dizer, SENHOR, CREIO EM TI, MAS AJUDA-ME EM MINHA FALTA DE FÉ.

Quando as dúvidas batem mais forte que nossas emoções e não entendemos como Deus está agindo ou mesmo temos dúvidas se Ele está agindo, nosso único porto seguro é pensar como o profeta Habacuque disse em seu momento de incompreensão dos planos de Deus, O JUSTO VIVERÁ POR FÉ. Sim, mesmo quando não tenho as respostas ou não entendo Deus, tem algo que posso entender: DEUS ESTÁ EM MINHA VIDA e nunca me abandonará, mesmo que eu me sinta abandonado.

Isto cremos!

Lisânias Moura
Pastor da Igreja Batista - Morumbi-SP

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Quero voar!


Nas asas da graça de Deus quero subir
Alçar o mais alto vôo
Descobrir os mistérios do teu santo amor
Me deixar carregar até aonde sua misericordia quiser me levar
Não quero viver sem arriscar
Quero experimentar tudo o que tens pra mim
Não nasci apenas pra ver tudo acontecer
Sou instrumento sagrado de Deus
Sou santuário de Deus
É através da minha vida que a minha vida vai acontecer
Serei o canal de Deus no meu tempo
Vou fazer acontecer, vou subir, vou voar...
Até onde é impossível alcançar
Porque ali é o meu lugar
Fui chamado para os grandes feitos do Senhor
Sou testemunha e canal do seu poder
Sou uma bênção para minha geração

Nas asas da sua graça é que vou voar, e que vou viver, é que vou vencer...

Boa continuidade de semana pra você!

Com meu carinho e bênção

Pastor Mauricio Baniski

O sonho


Sonhe com aquilo que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes não tem as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades
que aparecem em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passaram por suas vidas.

Clarice Lispector

terça-feira, 11 de maio de 2010

Jesus é o teu amigo


Amigo...

Porque sempre se assenta para ouvir suas histórias
E, mesmo que estas pareçam bobas a todos, Ele as ouve atentamente

Porque está sempre pronto a lhe atender num momento difícil
Estendendo as mãos para lhe resgatar dos buracos da vida

Porque nunca cobra de você o amor apenas o oferece de maneira incondicional
Sabe das suas limitações e, se você quiser, ajuda à perfeição

Porque dá bronca, fala dos erros, corrige e disciplina sempre que necessário
Mas nunca desiste e nem se envergonha em andar ao seu lado

Porque sempre acredita que você pode superar seus medos, frustrações e desafios que a vida lhe impõe
E, mesmo que o mundo ria e não de crédito a sua existência, Ele está sempre torcendo por você

Boa continuidade de semana pra você!

Mauricio Baniski

Força em Tempos de Fraqueza


Sem exceção, todos nós estamos sujeitos a enfrentar enfermidades, doenças, enfraquecimento e, por fim, a morte. Não importa quem você seja: rico ou pobre, CEO ou zelador, celebridade mundial ou anônimo. Um dia você vai compartilhar da mesma sentença de obituário atribuída a todos: “Aqui jaz!” Entretanto, antes de darmos o último suspiro, precisamos lidar com fraquezas, sejam elas de natureza física, emocional, profissional ou espiritual. A forma como reagimos em tempos de fraqueza revela nosso caráter e frequentemente serve para moldar nossa vida.

Um dos meus amigos mais queridos foi Bud Wynthein, jovem fazendeiro alemão que possuía uma visão de vida muito particular e inovadora. Anos atrás, ele e Margaret, sua adorável esposa sueca, cuidavam de uma propriedade rural de centenas de acres, perto de Wasco, Illinois, U.S.A., quando a poliomielite o colocou em um pulmão de aço. Aparentemente as esperanças e sonhos de Bud e Margaret haviam morrido juntamente com o diagnóstico de paralisia e debilidade muscular.

Bud, porém, recusou-se a ser “derrubado”. Margaret passou a administrar a fazenda com mão de obra assalariada, enquanto Bud iniciava um longo e difícil programa de restauração da parte superior do tronco, já que a inferior estava inutilizada. Uma empresa de equipamentos agrícolas projetou um trator para ele operar sem o uso das pernas. A pólio podia ter afetado seu corpo, mas não incapacitara seu coração, nem sua vontade de viver, ou sua disposição alegre e seu sempre presente sorriso. Sua vigorosa fé em Jesus Cristo não era um meio para escapar da vontade de Deus, mas sim o modo de ver que Sua vontade se realizaria.

A desvantagem de Bud transformou-se em seu púlpito. Ele deve ter lido o artigo de uma revista intitulado, “Transforme sua enfermidade em recursos”, porque com certeza ele viveu segundo este princípio. O artigo sabiamente dizia: “Frequentemente as doenças geram energias que a saúde possivelmente não poderia gerar.” Por exemplo, as doenças...

Ajudam-nos a lembrar da morte.
Fazem-nos pensar seriamente sobre Deus.
Amolecem nosso coração.
Servem para nos “aplainar e humilhar”.
Servem para testar nossa fé em Deus.

Pensando assim, o apóstolo Paulo escreveu: “...Recebi a dádiva da incapacitação a fim de me manter em contato constante com as minhas limitações. O mensageiro de Satanás fez o que pôde para me derrubar, mas na verdade só conseguiu fazer-me ficar de joelhos. Assim não existe perigo da altivez! Três vezes roguei ao Senhor que o afastasse de mim, mas Ele me disse: ‘A Minha
graça é suficiente, é tudo que você precisa; Minha força opera na sua fraqueza.’ Ao ouvir isso, alegrei-me com minhas fraquezas. Deixei de me concentrar na incapacitação e passei a apreciar a dádiva. Agora, aceito as limitações com bom ânimo – limitações que me fizeram morrer para as prisões, injúrias, necessidades, oposições, insultos. Eu apenas deixo Cristo assumir o controle! E quando mais fraco sou, mais forte me torno” (2 Coríntios 12.7-10 – tradução livre).

Max Lucado expressou isto da seguinte maneira: “Quando sua fraqueza vier à tona, lembre-se que Deus ainda assim usa você; ofereça-se para uma forma de serviço que exija que você dependa da força Dele. Dependa Dele a cada passo do caminho.”

Robert D. Foster

extraído www.cbmc.org.br

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Navios que se quebraram...


"E fez Josafa navios para Tarsis, para irem a Ofir por causa do ouro; porém não foram, PORQUE OS NAVIOS QUEBRARAM EM EZIOM-GEBER." (2 Reis 22:49).

Estes navios podem muito bem representar ideais da vida - projetos - planos - esperanças - expectativas do coração - desejos – anelos, trabalhos, etc...

Quem já não foi assaltado - impactado - abatido com algum ideal, esperança ou trabalho que ruiu diante do inesperado ? Você esperava ir a Ofir para buscar ouro - Construiu com tanto zelo os navios - Mas, infelizmente - os mesmos se quebraram a caminho do grande projeto.

O QUE PODE QUEBRAR O NAVIO ?

Os ventos contrários - forças externas – Jesus conta a história da casa construída sobre a rocha a sobre areia. Ambas recebem os ventos, os temporais da vida. A que tem uma base sólida permanece. Se você não quer que seu barco quebre, construa com base firme.

Peso do navio - o que esta dentro do navio – Em Hebreus 12.1, o escritor diz que devemos nos desamarrar de todo pecado e peso que nos assedia. Se queremos que o nosso navio não quebre devemos tirar os excessos, aquilo que atrapalha, o lixo do nosso navio.

Rochedos submersos - (o que não se vê) - ação invisível do mal. Devemos pedir sabedoria a Deus e deixar Deus nos guiar pela sua palavra. A Palavra de Deus é a bússola que nos leva por caminho seguro.

Uso de material sem resistência para construção do navio. Material de segunda. Com qual material você tem construído o seu barco? Qual é o alicerce, a base, os fundamentos da sua vida? Construa seu barco com amor, verdade, justiça, paz, perdão, obediência a Deus, humildade, zelo... com material de primeiro

Falha de engenharia. Quem você está deixando construir seu barco? Noé deixou que Deus construísse o seu fazendo conforme tudo o que o Senhor mandou.

Direção errada. Um último ponto que destaco que pode quebrar o barco da nossa vida é permitir que sejamos conduzidos, guiados pelo inimigo ou por nossas próprias inclinações. Devemos convidar ao Senhor para nos guiar por mares seguros.

Neste dia, decida cuidar melhor do seu barco tomando estes cuidados alcançaremos os objetivos que temos na vida.

Boa continuidade de semana pra você e sua família

Mauricio Baniski

Você não precisa de mais tempo. Você precisa de mais energia


O excesso de compromissos, as intermináveis reuniões e a correria do dia a dia têm feito muitos profissionais viverem em um constante estado de estresse. Para muitos o dia não rende e a sensação é de que sempre falta algo a fazer. Uma pesquisa realizada pela International Stress Management Association diz que 70% dos brasileiros sofrem de estresse no trabalho, porcentagem semelhante à de países como a Inglaterra e os Estados Unidos.

Se você observar algumas dessas pessoas, vai ver que sua respiração é curta (na altura do peito), os ombros são tensos, os olhos quase “esbugalhados” por causa do excesso de cafeína, taquicardia, irritabilidade e síndrome do pânico são comuns por causa das pressões por resultados. O que fazer? Como eliminar esse ciclo vicioso e ser produtivo sem enfartar antes dos 40 anos?

A primeira coisa a fazer é observar como está seu desempenho atual. Seja sincero (a) e responda para si mesmo (a) – Eu vivo atolado (a), correndo e apagando incêndios o tempo todo? Ou tenho tempo e energia para fazer o que gosto e ainda investir em meu desenvolvimento pessoal? Para a maioria das pessoas a resposta mais comum é de que não conseguem investir em si mesmas porque não tem tempo. Muitas pessoas, inclusive, sentem-se culpadas por trabalharem tanto, mas também sentem que estão presas nesse ciclo.

www.Fernandooliveira.com.br

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Mãe só morre quando quer


“Em geral, as mães, mais que amar os filhos, amam-se nos filhos”

Eu tinha 7 anos quando matei minha mãe pela primeira vez. Eu não a queria junto de mim quando
chegasse à escola em meu primeiro dia de aula. Eu me achava forte o suficiente para enfrentar os desafios
que a nova vida iria me trazer.

Poucas semanas depois descobri aliviado que ela ainda estava lá, pronta para me defender não somente
daqueles garotos brutamontes que me ameaçavam, como das dificuldades intransponíveis da tabuada.

Quando fiz 14 anos eu a matei novamente. Não a queria me impondo regras ou limites, nem que me
impedisse de viver a plenitude dos vôos juvenis. Mas logo no primeiro porre eu felizmente a redescobri viva.
Foi quando ela não só me curou da ressaca, como impediu que eu levasse uma vergonhosa surra do meu
pai.

Aos 18 anos achei que mataria minha mãe definitivamente, sem chances para ressurreição. Entrara para a
faculdade, iria morar em república, faria política estudantil, atividades em que a presença materna não cabia
em nenhuma hipótese. Ledo engano! Quando me descobri confuso sobre qual rumo seguir, voltei à casa
materna, único espaço possível de guarida e compreensão.

Aos 23 anos me dei conta de que a morte materna era possível, apenas requeria lentidão... Foi quando me
casei, finquei bandeira de independência e segui viagem. Mas bastou nascer o primeiro filho, para descobrir
que o bicho mãe se transformava num espécime ainda mais vigoroso, atendendo por “avó”. Para quem
ainda não viveu a experiência, avó é a mãe em dose dupla!

Apesar de tudo continuei acreditando na tese da morte lenta e demorada, e aos poucos fui me sentindo
mais distante e autônomo, mesmo que a intervalos regulares ela aparecesse em minha vida
desempenhando papéis importantes e únicos, papéis que somente ela poderia protagonizar.

Mas o final desse história, ao contrário do que eu sempre imaginei, foi ela quem definiu: Quando menos
esperava, ela decidiu morrer. Assim sem mais, nem menos, sem pedir licença ou permissão, sem data
marcada ou ocasião para despedida. Ela simplesmente se foi, deixando a lição que mães são para sempre,
ao contrário do que imaginei. São elas que decidem o quanto esta eternidade pode durar em vida, e o
quanto fica relegado para o etéreo terreno da saudade.

Não sei se a vida é curta ou longa de mais para nós, mas sei que devemos amar as pessoas enquanto elas
estão por aqui. É por isso que temos que amá-la sempre e não matá-la em vida, pois nunca saberemos
quando ela vai querer partir. O vazio que fica nunca conseguiremos preencher. Para quem ainda a tem ao
seu lado, ame-a... abrace-a, dê-lhe colo! E para quem já não a tem mais ao seu lado, guarde suas
lembranças no mais preciso dos baús, pois mesmo de onde ela estiver, vai entender o seu recado...
e vai chorar quando você chorar, vai sorrir quando você sorrir, vai velar seu sono, como fazia quando você
era criança.

Não espere ela partir para lhe dar amor. Um dia você vai descobrir que talvez a pessoa que mais lhe amou
na vida foi ela, incondicionalmente, desde que você surgiu nesta vida. Se ela estiver ao seu lado, dê-lhe um
beijo e um abraço e diga o que ela sempre quis ouvir... “Mamãe, eu te amo, obrigado por você existir”.

Desconhecido

A maior solidão


A maior solidão é a do ser que não ama. A maior solidão é a dor do ser que se ausenta, que se defende, que se fecha, que se recusa a participar da vida humana.

A maior solidão é a do homem encerrado em si mesmo, no absoluto de si mesmo,
o que não dá a quem pede o que ele pode dar de amor, de amizade, de socorro.

(Vinícius de Moraes)

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Esther


Doce...
Como é doce o seu olhar
Cheio de beleza e ternura
Vejo tantas histórias em sua face
Você nos fez atores principais em todas elas
Sorriu e chorou olhando para nós
Vivendo somente para nós
Você fez de seus filhos o sentido do teu ser
Que palavras usar para lhe descrever?
Que palavras usar para lhe agradecer?
Nenhuma parece ter tanto significado
Como reconhecer e dizer ao mundo inteiro
Que tu és...
Nossa Eternamente mãe!

Autor: Mauricio Baniski (07.05.2010)

Porque mãe vai embora?


Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade

Mãe, não abra mão dos seus sonhos! I SAMUEL 1


Ana tinha um sonho. Esse sonho alimentava a sua vida. Ana tinha um problema insolúvel, ela o apresentava a Deus. Ana era estéril, mas ela não abria mão de ser mãe. Ana sofria toda sorte de zombaria de sua rival Penina, mas ela não retribuía o mal com o mal. Ana não mergulhou o seu coração nas águas turvas da incredulidade, mas derramou a sua alma diante de Deus. Ana não se revoltou com o sacerdote Eli pelo seu mau juízo a seu respeito, chamando-a de bêbada, mas prontamente acolheu a sua palavra, quando ele falou como profeta de Deus.

Ana tinha conflitos. Também nós os temos. Como conjugar o amor de Deus com a doença que conspira contra a realização dos nossos sonhos? Por que Deus adia a realização dos nossos sonhos mais legítimos? Por que Deus deixou Ana estéril e cerrou a sua madre? Por que sendo ela uma mulher piedosa e amada de seu marido, não podia afagar em seu colo um mimoso rebento? Ana, porém, longe de ficar revoltada com Deus pela situação, busca a sua face em oração, derrama a sua alma diante do Senhor e chora aos pés daquele que tem todo o poder para fazer com que a mulher estéril seja alegre mãe de filhos. Ana não desiste de crer mesmo em face do diagnóstico definitivo dos homens, mesmo diante das evidências irreversíveis de sua doença incurável. Ela não abre mão de seus sonhos, mesmo que todas as circunstâncias ao seu redor lhe sejam desfavoráveis. Ana prevaleceu pela fé. Ana creu. Ana concebeu e deu à luz não apenas a um filho, mas ao maior homem da sua geração, Samuel.

Quais as razões de Deus adiar os nossos sonhos, se eles são legítimos? À luz de I Samuel 1, podemos afirmar: 1) Deus adia a realização dos nossos sonhos para que possamos buscar a sua face em oração – Mais importante que as bênçãos de Deus é o Deus das bênçãos. Os sonhos adiados, via de regra, nos levam à presença de Deus (v.10,12,15). 2) Deus adia a realização dos nossos sonhos, para que depois do sonho realizado, possamos entender que a vitória não é resultado do nosso esforço, mas da intervenção soberana da sua mão – Foi por esta razão que Samuel não foi um ídolo na vida de Ana. 3) Deus adia a realização dos nossos sonhos, para que depois do sonho realizado, possamos consagrar a ele o que ele mesmo nos deu – Ana não tem dificuldade de dedicar a Deus o seu filho Samuel, porque sabe que ele veio de Deus, é de Deus e deve ser consagrado para Deus. 4) Deus adia a realização dos nossos sonhos para que possamos entender o seu supremo propósito – Ana queria apenas ser mãe, mas Deus queria algo maior para ela. O propósito de Deus era maior que o sonho de Ana. O desígnio de Deus era que Ana fosse mãe do maior profeta daquela geração. Quando você pensa que Deus está distante, ele na verdade está trabalhando em seu favor, preparando algo melhor para você. Mais importante que realizar os seus sonhos, é viver os sonhos de Deus.

Mãe, não abra mão de seus sonhos, não abra mão de seus filhos. Mesmo que as dificuldades sejam humanamente intransponíveis, creia no Deus dos impossíveis e milagres poderão acontecer na sua vida e na vida de seus filhos para que eles sejam baluartes na sua geração.

Rev. Hernandes Dias Lopes

ASPECTOS DO BARRO


Jr. 18:1-10 Esta é a palavra que veio a Jeremias da parte do Senhor: “Vá à casa do oleiro, e ali você ouvirá a minha mensagem”. Então fui à casa do oleiro, e o vi trabalhando com a roda. Mas o vaso de barro que ele estava formando estragou-se em suas mãos; e ele o refez, moldando outro vaso de acordo com a sua vontade. Então o Senhor dirigiu-me a palavra: “Ó comunidade de Israel, será que eu não posso agir com vocês como fez o oleiro?”, pergunta o Senhor. “Como barro nas mãos do oleiro, assim são vocês nas minhas mãos, ó comunidade de Israel. Se em algum momento eu decretar que uma nação ou um reino seja arrancado, despedaçado e arruinado, e se essa nação que eu adverti converter-se da sua perversidade, então eu me arrependerei e não trarei sobre ela a desgraça que eu tinha planejado. E, se noutra ocasião eu decretar que uma nação ou um reino seja edificado e plantado, e se ele fizer o que eu reprovo e não me obedecer, então me arrependerei do bem que eu pretendia fazer em favor dele.

Is. 64:8 à Contudo, Senhor, tu és o nosso Pai. Nós somos o barro; tu és o oleiro. Todos nós somos obra das tuas mãos.

- Este texto é bastante conhecido dos leitores da palavra de Deus e certamente muito já foi pregado dele

- Não sei se alguém já viu como é uma casade oleiro, ou seja um lugar onde são feitos vasos de barro

- Nem sempre o vaso fica bom como se que de primeira, aliás, isto raramente acontece.

- Mas existem algumas características interessantes, alguns aspectos a serem destacados acerca do barro, e Deus quer nos fazer entender isto a partir do contexto de sua Palavra


O BARRO NÃO TEM VALOR POR SI SÓ

Deus é o oleiro à nós somos o barro

Lembra-te de que me moldaste como o barro; e agora me farás voltar ao pó? (Jo 19:9)

a) Barro não é objeto de desejo nem de disputas;

b) Não há guerras entre nações do mundo por causa do barro;

c) Por causa do ouro, sim, petróleo sim, mas barro não é raridade, é fácil de achar.

d) O pedreiro, padeiro, arquiteto, médico, pizzaiolo, juiz, não pode agregar valor ao barro;

e) Só o oleiro pode agregar valor ao barro

f) Fazendo do barro um vaso, algo de valor;

g) Vaso de honra;

h) Vaso de destaque;

i) Paulo nos dá um exemplo interessante: Temos porém este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não da nossa parte", 2 Co 5.7.

j) Deus quer agregar valor em você hoje;

k) O valor que você perdeu, o valor que roubaram de você.


O BARRO É FRÁGIL E PODE SER MOLDADO ENQUANTO ESTÁ MOLE

Vocês viram as coisas pelo avesso! Como se fosse possível imaginar que o oleiro é igual ao barro! Acaso o objeto formado pode dizer àquele que o formou: “Ele não me fez”? E o vaso poderá dizer do oleiro: “Ele nada sabe”? (Isaías 29:16)

a) Não é como ferro, metal ou bronze;

b) O barro se espatifa á toa;

c) Basta cair da mão do oleiro e pronto;

d) Deus usa de uma metáfora (Jeremias e o vaso de barro)

e) Se não reconhecermos nossa fragilidade e nos quebrarmos na presença do senhor;

f) Deus certamente nos quebrará, nos moerá;

g) Em 2CO 12:5-9 Paulo diz: Não me glorio senão na fraqueza e Deus diz: a minha graça te basta – o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza (fragilidade).

h) Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte. (II Co 12.10)

i) Para que sejamos usados nas mãos de Deus devemos ceder (Parábola do limoeiro e do mamoeiro)

j) Deus quer nos moldar para nos usar

k) E para moldar o vaso só é possível fazer enquanto está mole

l) Não adianta tentar pegar um vaso seco e tentar mudar a sua forma, vai se quebrar

m) Quando você for chamado, você estará capacitado. E será Deus (o Oleiro) que te capacitou

n) E sendo Ele, você estará perfeitamente capacitado

o) II Coríntios 3.6 diz que Ele nos capacitou para sermos ministros de uma nova aliança.

p) Deus quer te fazer um vaso bom, para ser usado, para vencer


O BARRO NÃO TEM VONTADE PRÓPRIA. SE O OLEIRO NÃO MOLDAR , NÃO PRESTA PRA NADA.

“Ai daquele que contende com seu Criador, daquele que não passa de um caco entre os cacos no chão. Acaso o barro pode dizer ao oleiro: ‘O que você está fazendo?’ Será que a obra que você faz pode dizer: ‘Você não tem mãos?’ (Isaías 45.9)

a) O barro precisa de um acontecimento (chuva, deslizamento), para sair do anonimato (barranco);
b) Se alguém não tira do barranco o barro continuará sendo barro pra sempre;
c) Barro não faz birra, não esperneia;
d) Existe barro querendo voltar pro barranco (Egito);
e) Existem pessoas querendo voltar atrás;
f) Mas a ordem de Deus hoje é ‘volte pras mãos do oleiro’;
g) Diga Deus cumpra em mim o seu querer;
h) Jr. 18:4 (tornou a fazer dele outro vaso)
i) Ao barro não tem outra opção a não ser render-se á vontade soberana do oleiro;

j) Muita gente se frustra no reino porque não quer ser barro.

k) Muita gente se frustra porque quer ser um vaso que Deus não formou

l) E a Palavra de Deus diz: Mas quem é você, ó homem, para questionar a Deus? “Acaso aquilo que é formado pode dizer ao que o formou: ‘Por que me fizeste assim? (Romanos 9:20)

m) Deus sabe o melhor para nós

n) Deus sabe o melhor para o reino

p) O melhor lugar para se estar é no centro da vontade de Deus

q) Fazendo aquilo para o que Deus lhe chamou

r) Outra coisa é vaso certo no lugar errado à você já imaginou um vaso de óleo no banheiro

s) Ouça o Senhor lhe falar


Concluindo:
a) Somente o Oleiro pode agregar valor ao barro;
b) Somente o Oleiro pode agregar consistência ao barro;
c) O oleiro quer que você obedeça ao seu chamado hoje, permita que o Oleiro faça de você um vaso de honra hoje.

Determinados podemos fazer coisas incríveis

video

Coisas Errdas

terça-feira, 4 de maio de 2010

Somos Exemplos

video

Torta de Deus

video

O Tapete

video

Medidor de Bondade

video

Lugar das decisões - O banco

video

Senhor! Senhor!

video

Live in Me

video

Informações que precisamos...

video

Conforto

video

Como você pensa, você é...


Provérbios são observações sutis e inteligentes... declarações enigmáticas que requerem meditação e análise para que possam ser plenamente compreendidas. A Palavra no hebraico “MISLE” (Mashal) = comparação, símile. Vamos hoje Aprender Grandes Revelações p/Vencer...

A vida de muitas pessoas, hoje, não são dirigidas por elas mesmas! Elas são conseqüência e não causa, elas são o resultado de decisões que lhes foram “Impostas” e não “decisões Livres e Espontâneas”! Querem ver a prova disso? –

Você hoje, a sua vida hoje, é exatamente o que você planejou? É exatamente o que você gostaria de ser? – Quando criança você tinha sonhos... quando eu crescer vou ser empresário, fazendeiro, médico, advogado, engenheiro, cientista... E muitos hoje não conseguiram nada: de empresário a empregado ou desempregado... de médico p/paciente do SUS... advogado p/presidiário... cientista p/cobaia...

Mas o Problema maior é que essas pessoas Não São Felizes e não se sentem realizadas com o que são! Não há nenhum problema em desenvolver qualquer profissão, contanto que seja aquilo que você sonhou!

E aí vem as alegações/desculpas: não tive chance... meus pais não tinham R$... Não tive uma boa educação... precisei trabalhar... precisei casar...! A Maioria das pessoas são “Vítimas e não Autoras da sua história”! Deus quer reverter essa situação e nos fazer Autores e não Vítimas da nossa Vida! E o Segredo está na sua Mente: “Como você pensa, você é”!


I – Duvide

1.1- Duvide da sua “incapacidade”: Acabe com essas expressões: não posso, não consigo, não tem jeito, não sou capaz de... Fil 4:13 “Posso...”!

1.2- Duvide do Controle do Mundo: você vai ter que enfrentar o mundo para mudar a sua Mente! Então comece agora a duvidar desse controle sobre a sua vida, pois quem controla a sua vida é Deus! I João 5:19 e João 16:33.

1.3- Duvide da sua Doença: Matéria na Revista Veja “O Poder da Fé” curando até Aids... você consegue c/a mente Elevar a Pressão, as taxas glicose... Os Médicos dizem: é emocional! Ora se a nossa mente consegue fazer subir, também conseguirá baixar e até curar... matar bactérias, vírus...

1.4- Duvide do Controle das drogas: eu sou viciado... eu já tentei, já lutei...mas não tem jeito! - Você é quem decide!


II- Discuta

2.1 – Discuta com os paradigmas da vida: Ilust.: O Pai da aviação discutiu com paradigmas estabelecidos “O homem não pode voar, isso ficou p/as aves”! Depois vieram outros e disseram: se o homem pode voar, pode voar até a lua...! E o homem chegou na Lua! – Onde é que você quer chegar?

2.2 – Discuta com os pensamentos negativos, proibitivos e derrotistas: Ah” pastor, mas isso é p/quem é muito inteligente... Já está provado que inteligência é uma questão de Treino! - “Deus não fez ninguém burro”!

2.3 – Discuta com seus Medos e Temores: Você precisa ter coragem para vencer! “O medo de não conseguir impede muitos de conquistarem a sua Vitória”. O Medo de ser Criticado... Se eu não conseguir vão rir de mim...

Ilustração: Tem gente que faz vestibular escondido... faz concurso escondido... Tem Gente que até Nega ser um Crente com medo de ser criticado...! Através de um demônio do medo, Satanás vence...! – Deus não nos deu um espírito de medo... “Os medrosos não herdarão o reino... (Apoc 21:8)

2.4 – Discuta com você mesmo: quem disse a você que você não pode? Quem encheu a sua mente com essa sentença de derrota? Quem eu sou? – GEN 1:26-27 e 31! – Ilust.: Qdo. Você vai tomar uma decisão, começa uma “briga/discussão” na mente... Lembre-se: Como você pensa, você é!


III- Decida

A Decisão será uma Determinação daquilo que vai acontecer, daquilo que será realizado na sua vida!

3.1 – Decida ser Feliz: Muitos fazem da sua mente um depósito de lixo, de tristeza, amargura... Parece que gostam de remoer pensamentos e experiências negativas e tristes... Quando. Alguém nos Fere, temos 5 Segundos. para: Duvidar, Discutir e Decidir. Caso contrário aquela Experiência Vai ser registrada em nosso R A M (Registro Automático da Memória) e aí provocará a nossa Infelicidade...! Outros se concentram nos aspectos mais “negativos e tristes” da sua vida, deixando de se concentrar e valorizar o seu lado positivo... E vivem infelizes!

Ilustração: É comum em exp. De morte qdo. O cônjuge “morre” junto... mesmo tendo filhos, parentes... !

3.2 – Decida ser Saudável: Tem gente que só vive pensando em doença... Ilust.: Uma simples dor já se torna um câncer avançado... Um resfriado... Vive atrás de médico e tomam remédio p/tudo... Pensa que está doente e adoece mesmo! – Mantenha seu Coração/Mente/Espírito Alegre/Saudável: PROV 17:22 e PROV 18:14!

3.3 – Decida Vencer: Com a sua boca você Determina a sua Vitória ou Derrota! Sabe por que? Porque a Boca fala do que está na sua Mente! E como você pensa, você é e você fala! – PROV 18:7 “A Boca do Tolo...”! Prov 18:21 Quer saber como fala o Sábio, o Vencedor? RM 8:28,37, II Cor 2:14 e FIL 4:13.


Conclusão

Deus quer Libertar, Restaurar, Curar, Transformar e faze-lo Vencedor! Deus não suporta ver a sua obra e coroa da criação sendo derrotado...

Deus diz: Eu criei você p/Vencer, Dominar, Liderar (SL 8:5-6)!
Nós fomos Programados p/Vencer.

Então Programe sua mente p/Vencer!

http://www.palavrasedebates.net/2008/10/mensagens-sobre-f-como-voc-pensa-voc.html

domingo, 2 de maio de 2010

Espero um dia de sol


Uma ótima semana começa com fé (clique na imagem para ver melhor e ler)

Uma boa semana a Todos

Mauricio Baniski